Vale a pena investir na carreira de freelancer? Conheça 4 dicas essenciais | ANTENA CRÍTICA

Vale a pena investir na carreira de freelancer? Conheça 4 dicas essenciais

Por | 14/02/2019 | 02:15
Vale a pena investir na carreira de freelancer? Conheça 4 dicas essenciais

Hoje em dia alguns segmentos profissionais permitem a atuação do freelancer. Por isso, não se surpreenda ao se deparar com designers, publicitários, jornalistas, fotógrafos, programadores, muitos deles, trabalhando por conta própria.

Atuar como freelancer tem lá as suas vantagens. A autonomia é o primeiro ponto que vem à mente quando o assunto é esse tipo de carreira, afinal, geralmente o profissional freelancer pode controlar a demanda de serviços e também estipular seus próprios horários.

Além disso, se o freelancer quiser, ele pode atuar no conforto do seu lar, em seu quarto e vestindo pijamas. Ou ele pode optar por levar o seu notebook a uma cafeteira ou um coworking onde ele possa fazer mais contatos com possíveis clientes e parceiros.

Não por acaso que hoje em dia os grandes centros urbanos do Brasil já possuem espaços de coworking, que consistem em escritórios onde se proliferam freelancers das mais variadas áreas.

O freelancer e a internet

Profissionais freelancer já andavam pela Terra antes mesmo da tecnologia informatizada dos dias atuais, mas não dá para negar que a internet foi o empurrãozinho que faltava para muitos desses profissionais encontrarem um lugar ao sol.

Atualmente saber como criar um blog e utilizar esse espaço para trabalhar e ampliar os seus contatos é um requisito básico para quem pretende desbravar o universo dos freelancers.

Por isso que o bom freelancer precisa ir além do que apenas ter um blog ou um site para chamar de seu, é necessário conhecer as técnicas de SEO, que facilitarão a sua presença online, bem como dominar o WordPress ou outras plataformas.

A vantagem é que o WordPress, assim como outros sistemas de gerenciamento de conteúdo, está tão intuitivo que parece falar a língua do usuário.

Porém, existem outros pontos que o freelancer deve levar em consideração ao conduzir a sua jornada profissional. Confira as dicas abaixo.

1 – Tenha presença online

Você tem o blog, o domínio devidamente registrado e um plano de hospedagem. Falta então ter a presença online.

Divulgue o seu blog e o seu trabalho nas redes sociais, em grupos do Facebook e do Linkedin, pois lembre-se que o seu blog será o seu portfólio. Se antes os freelancers andavam com pastinhas na mão oferecendo os seus serviços, atualmente eles usam a internet.

Por isso, capriche no conteúdo! Se o seu ramo de atuação é no segmento da fotografia e edição de vídeos, selecione os seus melhores trabalhos. O mesmo vale para a área de Publicidade e Design.

Um blog também é muito útil para os freelancers que atuam no ramo de produção de conteúdo e redação.

2 – Esteja atento para às técnicas de SEO

Divulgar o seu trabalho pela web sem pensar em SEO é como ir para a caça sem levar arma e munição. As técnicas de SEO auxiliam no posicionamento do seu blog nas páginas de resultado.

Graças a elas, se um cliente digitar no Google o termo “webdesigner em SP”, poderá encontrar você. Isso é mais do que conhecimento, mas sim sobrevivência em um mercado tão concorrido.

3 – Tenha um registro de domínio

Você pode ter um site ou um blog, mas esse site ou blog apenas terá a credibilidade necessária se contar com um domínio próprio. Caso contrário eles serão apenas mais um espaço criado na internet.

E tenha em mente que ao escolher o domínio do seu blog você deve prezar pela simplicidade. Nada de termos rebuscados, com estrangeirismos, números ou hífens, pois o mais importante é que o seu domínio seja facilmente lembrado.

Ao registrar um domínio você reforça para o público o seu comprometimento profissional. Além disso, efetuar o registro não é difícil, inclusive algumas empresas de hospedagem de site possibilitam essa ação. E falando nisso…

4 – Contrate um serviço de hospedagem

Ciente de que um site e um blog são as vitrines de quem atua como freelancer, um bom serviço de web hosting assegura mais qualidade para esses espaços na web.

Ao contratar esse tipo de serviço leve em conta o seu tipo de site. Se for um site institucional que traz algumas informações essenciais do seu trabalho, uma hospedagem de sites compartilhada já é suficiente.

Por outro lado, se o seu trabalho depende de um blog que apresenta uma quantidade alta de acessos, pense em uma hospedagem com mais recursos, tais como uma hospedagem VPS ou a Cloud.

Além disso, se o seu site ou blog é feito em WordPress, saiba que existem várias empresas do ramo web hosting que disponibilizam a hospedagem WordPress, direcionada especialmente para quem atua com essa plataforma.

Lembre-se que uma boa hospedagem de site, independente do tipo, deve oferecer alguns recursos essenciais, tais como bom espaço em disco, contas de e-mail, um bom uptime e outras vantagens.

Conclusão

Atuar como freelancer tem muitas vantagens e vale a pena seguir nessa carreira, mas nunca se esqueça de usar a web como sua principal rede de contatos.

Portanto, crie o seu site, tenha um blog, seja visto e assim você vai ter o que todo freelancer quer: bons clientes!

Comentários


ROCK IN RIO 2019
Show de Megadeth no Rock in Rio é cancelado
CONFUSÃO
Cantor Belo é acusado de estelionato, mas não comparece à delegacia para prestar depoimento
NOVELAS
Santinha? Fabiana seduz noivo da irmã
LOOK
Aprenda passo a passo como fazer maquiagem para entrevista de emprego
DICAS
Vai viajar nas férias? Confira dicas para contratar o seguro viagem