VIVER DE MÃE

Alguns conselhos que as mamães de primeira viagem precisam saber!

Olá mamães!

Como falamos, o blog trará algumas experiências de quando estavamos grávidas, nesse periodo não sabia muito o que me esperava na vida de mãe!

Para escrever esse texto, tentei lembrar quais seriam os 5 principais conselhos que eu daria para uma mamãe de primeira viagem ou que ainda está grávida!

1- Os primeiros meses são bem cansativos.

Nosso corpo não está acostumado a acordar no meio da noite e isso realmente nos deixa muito cansadas! Você acordará à noite para amamentar e muitas vezes essas noites serão eternas… Mas acredite: isso vai passar! Você vai demorar para dormir como antes, talvez nunca mais, rsrsrs… Mas seu corpo vai se acostumar a acordar mais cedo do que antes e parece que não precisará mais de tantas horas de sono. Calma, vai passar!

 

2 – Curta intensamente cada momento do seu bebê.

Vejo muitas mães querendo que passe logo a fase bebê para que a criança comece logo a interagir, mas tente aproveitar cada fase, pois passa tão rápido e é um tempo que nunca voltará. Seu bebê vai crescer em uma velocidade impressionante e você vai perceber isso também na quantidade de roupas que ele perderá, então, procure não comprar muitas coisas no enxoval. Lembro que meu filho perdeu algumas roupinhas que ele nem chegou a usar…

 

3- Acredite no seu instinto materno.

Depois que o bebê nasce, muitas pessoas vão querer palpitar sobre tudo: banho, amamentação, rotina, roupinhas, alimentação, fala… Procure não dar ouvidos aos palpites, pois isso realmente atrapalha muito nossos primeiros dias de mãe. Os livros e as pessoas ajudam e muito – eles nos trazem experiências que nos norteiam – mas em nenhum momento representam a sua realidade. Lembro que eu queria carregar meus filhos no colo o tempo inteiro, mas me sentia culpada, pois muita gente falava que isso poderia deixá-los acostumados a só dormir no colo etc. Se eu pudesse voltar atrás, teria escutado mais meu instinto materno e faria as coisas do meu jeito.

 

4- Escolha um pediatra que lhe transmita confiança.

Nós, mães, apesar no nosso instinto materno, temos várias inseguranças e dúvidas nos primeiros meses do bebê, por isso é importante que você escolha um pediatra que sinta confiança e que deixe você à vontade para ligar e perguntar tudo que quiser.

 

5- Crie uma rotina para o bebê.

O bebê precisa sim de rotina! Tente criar uma rotina simples no início, colocando o mesmo horário para o banho, sonequinhas e hora de dormir. Isso gera confiança nele, o que faz com que fique mais calmo e menos irritado;

 

Especialista explica qual melhor protetor solar para o seu bebê

 

Réveillon: fogos de artifício fazem mal aos bebês?

Reprodução C8cc797b 6e3f 4716 aed2 9b15dd538751 Crianças se assustam com fogos

Se você é mamãe já deve tá pensando em como vai ser o reveillon não é? É que o barulho alto dos fogos de artifício e dos rojões costumam assustar bebês e crianças menores. Como geralmente onde há fogos há multidões também (jogos de futebol, festas de fim de ano e outras comemorações), pense que levar seu filho a certos lugares pode ser toda uma experiência que o deixará agitado e nervoso. 

Por outro lado, você conhece sua criança melhor do que ninguém e pode avaliar se ela é ou não do tipo que se importa com sons mais altos. Vocês já passaram por alguma situação que em que pôde ver como seu filho se comporta? Ele tirou de letra ou se assustou? 

De um modo geral, bebês com menos de 6 meses reagem pior a barulhos e sons repentinos do que crianças um pouquinho maiores. Mesmo que você nem tire seu filho de casa para poupá-lo dos sustos, é praticamente inevitável que ele não acabe abalado por estrondos de celebrações de futebol, final de ano, festas juninas ou até brincadeiras de rua. 

Nessas horas de desespero dá até vontade de cobrir o ouvido dele com alguma coisa (algodão, por exemplo), especialmente quando o barulho é na janela da sua casa e o bebê finalmente dorme tranquilo no berço. Mas se segure, já que, além de não adiantar nada para abafar o som, algodão e outros "tampões" podem acabar esquecidos lá dentro, e aí sim você terá um problema mais sério. 

Com sorte, se estiver dormindo, o bebê vai passar incólume pela barulheira. É mais comum do que você imagina. Caso ele acorde ou se assuste, mantenha a tranquilidade, já que você é o principal ponto de referência para a calma ou falta de calma dele.

Se o bebê chorar muito e parecer inconsolável por causa do barulho, fique por perto, converse com ele ou pegue-o no colo para que ele ao menos sinta a segurança da sua presença. No fim, será melhor se ele associar o barulho dos fogos a algo feliz e positivo, e não a uma situação assustadora. 

Aproveite quando ele estiver acordado e tranquilo para tentar ligar o barulho, seja de fogos, seja do estouro de um balão, a uma ocasião festiva. Mantenha o sangue frio, bata palmas, diga "Viva!" Com o tempo ele vai se acostumar, embora haja crianças mais sensíveis que outras.

Prepare-se para as primeiras festas de fim de ano do bebê de até 6 meses e para as comemorações das crianças entre 6 meses e 1 ano

Verdades e mitos na hora de engravidar

Fd712588 79c0 4fe6 897e 463d3de58ae5

Olá, sejam bem vidas!
Nossa página é feita no intuito de compartilhar com vocês: Mamães, Grávidas e Tentantes, assuntos desse universo que é tão complexo e ao mesmo tempo tão prazeroso!
Aqui vocês poderão tirar suas dúvidas sobre a maternidade, rir e acompanhar também nosso dia a dia como mães, donas de casa e profissionais, que assim como vocês enfrentam as dificuldades diárias.
Fiquem a vontade para entrar em contato conosco sempre que necessário.

A mulher só pode engravida no período fértil

Verdade e Mito. A mulher só engravida em um período curto de cada mês. É nessa época que cada óvulo liberado pelo ovário fica viável para a fecundação — mas, não por muito tempo. É de 24 horas a duração máxima para que ele se degenere. Porém à probabilidade gira em cerca de 30% de chance de se engravidar, levando em conta cada tipo de organismo, condição hormonal e outros fatores de cada tentante

Pilula do dia seguinte

A mulher pode engravidar tomando a Pílula do dia Seguinte?
Verdade: 
A PDS é um metodo contraceptivo de emergência que contém uma dosagem hormonal equivalente a metade de uma cartela de contraceptivo usado diariamente, lembrando que a eficácia da pílula do dia seguinte é limitada e não evita a gravidez em algumas mulheres, mesmo tomando a pílula direitinho (no máximo 72 horas após a relação), ela ainda falha em 15% dos casos. “A cada 20 mulheres que tomam, três engravidam”.

Mulheres com ovários policísticos não podem engravidar.
Mito. Sim! Mulheres com SOP podem engravidar. Uma em cada cinco mulheres possuem a SOP (Síndrome do Ovário Policístico). Apesar de aumentar o risco de infertilidade, as mulheres que possuem ovários policísticos podem engravidar com o uso de medicamentos e acompanhamento médico.

Só é possível ter filho até os 30 anos. 
Mito. Até os 35 anos a mulher ovula em uma intensidade linear, após este período a produção de óvulos sofre uma queda drástica. Enquanto a mulher tiver ciclo menstrual, ela pode engravidar, no entanto, terá mais dificuldade, hoje em dia está cada vez mais frenquente se tornar mãe após os 40, existem várias métodos conceptivos e várias formas para isso se tornar possível, mas isso só iremos falar no próximo post  rsrsrs...

A mulher só engravidará se tiver relações sexuais todos os dias.
Mito. A gravidez não se limite a quantidade de prática sexual que acontece entre o casal durante o mês e sim do dia fértil da mulher, por tanto se houver apenas uma prática sexual no mês e for no período fertil a mulher poderá engravidar.

Cigarro e alcool
VERDADE: O uso dessas duas drogas em excesso, afetam diretamente e consideravelmente não só a fertilidade feminina como também na masculina. O alcool e o tabaco aumentam o nível de toxinas no organismo, prejudicando a qualidade dos oluvos nas mulheres e a diminuição do numero e saúde dos espermatozoides, desse modo dificultando a fecundação e colocando em risco a gravidez. O uso dessas drogas atigem o feto durante todo o periodo gestacional, assim afetando inumeras estruturas importantes que levam a danos irreversíveis na criança.

ANSIEDADE E ESTRESSE
VERDADE: Corriqueiramente o estresse e a ansiedade tem um efeito negativo em diversas situações das nossas vidas, e na tentativa de engradidar isso não é diferente. Uma vida atribulada de tarefas exaustivas, problemas cotidianos e também tentativas frustradas de engravidar acumulam estresse e gera uma ansiedade, que em níveis altos, acabam descarrelando um descontrole hormonal, fazendo com que o corpo libere mais Adrenalina e Oxitoxina, hormônio esse que só devia aparecer em grande quantidade no final da gestação, pois é responsável pelas contrações uterina na hora do parto e as mesmas são responsáveis pela expulsão do bebê, no caso de uma fecundação recente essas contrações expulsam o ovo ou o embrião.

ALIMENTAÇÃO vs FERTILIDADE
VERDADE: A condição nutricional está ligada diretamente com a fertilidade pois ambos interferemna saúde do sistema reprodutor.  Desnutrição e Obesidade ocasionam uma negatividade na hora de engravidar, pois trazem consigo distúrbios hormonais, desequilibrios entre nutrientes, irregularidade no ciclo menstrual e ovulação, na quantidade ou qualidade dos espermatozoides. Desse modo dificultando no tempo ou inibindo as chances de uma gestação de forma natural.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 99663-3222 redacaodoantena@gmail.com