PUBLICIDADE
Home » Destaque 2 » Globo minimiza denúncia e protege Bolsonaro após Caixa 2
POLÊMICA

Globo minimiza denúncia e protege Bolsonaro após Caixa 2

Jair Bolsonaro calou a Globo e o canal decidiu minimizar a situação do candidato, após as denúncias do jornal Folha de S. Paulo. A jornalista Patrícia Campos Mello apurou que ele teria recebido dinheiro de empresas (Caixa 2) para a divulgação de fake news via WhatsApp e a emissora preferiu passar o pano.

Mesmo diante da gravidade da acusação, a Globo preferiu proteger o presidenciável em seus veículos de comunicação, e enquanto vários outros meios de imprensa divulgaram a notícia como algo bombástico, o canal carioca optou por falar do caso apenas de forma indireta, afirmando que o PT pediu a inelegibilidade da campanha adversária.

O esquema de corrupção foi citado como um “suposto esquema de divulgação de notícias contra o PT nas mídias sociais” e isso chamou a atenção de todos. O assunto foi abordado em apenas 60 segundos, conforme analisou o colunista Maurício Stycer, do UOL, dentro do noticiário sobre a agenda do candidato Fernando Haddad.

Por fim, a emissora deu o direito de resposta de Jair Bolsonaro, por meio do presidente do PSL, Gustavo Bebiano, que nega as acusações e afirma que vai processar o candidato do PT. Dessa forma, a Globo seguiu os passos da Record, que também beneficiou o presidenciável do PSL e apenas citou um “suposto uso indevido do WhatsApp”.

A emissora ainda falou com Jair Bolsonaro sobre o caso do Caixa 2 e ele disse que não há nenhuma ilegalidade. Em seguida, a emissora do bispo Macedo fez questão de destacar que “o PT é suspeito de desrespeitar a legislação eleitoral” em um caso que envolve o pagamento por publicações favoráveis ao partido no Twitter.

Em síntese, é notório que Jair Bolsonaro já conta com o apoio indireto das principais emissoras de TV do país e se torna o maior beneficiado em toda essa história.

/* ]]> */