A66e7090 eabb 41fe a9a2 ded2e6ff1e20

Magazine Luiza lançou a campanha “Xô, zica” – numa referência à derrota do Brasil por 7 a 1 para a Alemanha em 2014 -, a rede varejista  aproveita o gancho da Copa do Mundo para aumentar as vendas de TV. A partir desta sexta-feira(13) a loja vai aceitar qualquer aparelho de TV usado, de qualquer modelo e marca de TV, desde que o aparelho esteja funcionando e sem problemas na tela.

Os televisores antigos servirão como desconto na compra de um aparelho novo. Os descontos vão variar de 50 reais a 1.500 reais. O maior valor será oferecido para consumidores que usarem uma TV usada de 32 polegadas na compra de uma 4K de 65 polegadas.

O mote da campanha tem o objetivo de brincar com superstição do brasileiro. “A brincadeira é que as TVs de 2014 estavam zicadas. Para tirar essa zica, o Magazine vai aceitar a TV antiga como desconto.

A rede varejista fez uma parceria com uma empresa que cuidará da destinação das TVs usadas trocadas pelos consumidores. “Não temos tecnologia para cuidar desses aparelhos. A empresa-parceira é que vai ficar responsável pelas TVs usadas”, segundo Fabrício Garcia, vice-presidente comercial e de operações de lojas físicas do Magazine Luiza.

A expectativa da rede é fechar o ano com o dobro de aparelhos de TV vendidos no ano passado. “Estamos muito bem”, afirma Garcia sem revelar os números da empresa.

No ano passado, foram vendidos 11,4 milhões de aparelhos de TV no país, uma alta em relação a 2016, quando foram comercializadas 8,5 milhões de unidades. Apesar da alta, o número ainda está bem abaixo do desempenho de 2014, ano da Copa do Brasil: 14,9 milhões de TVs. A expectativa da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros) é que sejam vendidos 12,5 milhões de aparelhos em 2018.