PUBLICIDADE
Home » Notícias » ‘Fantástico’ estreia série pela causa animal neste domingo (10)
ESTREIA

‘Fantástico’ estreia série pela causa animal neste domingo (10)

O “Fantástico” estreia neste domingo (10), a série “Vida animal – Segunda chance”, sobre o trabalho de quem se propõe a cuidar de animais em risco. Dona de uma gatinha e superinteressada no assunto, a repórter Giuliana Girardi conta sobre sua experiência na gravação:

— Foi ótima e enriquecedora! Toda matéria que tem no “Fantástico” para falar sobre bichinhos, eu me interesso em fazer. E isso muda nossa perspectiva, ficamos com um olhar mais humanitário para eles. Vai além de ter um animal, é considerá-los como parte da família mesmo.

No Brasil, existem cerca de 30 milhões de animais abandonados. De cada dez desses, 9 já tiveram um lar, ou seja, só um nasceu na rua. Para Giuliana, o que mais assusta são os motivos do abandono.

— Desde criança, sou apegada e acostumada com animais. E me chocou saber que eles vão parar nas ruas porque fizeram xixi em lugar indevido, destruíram algo ou latiram alto. Esse trabalho (de recolhimento) é incrível porque são pessoas que têm o olhar apurado para esse problema. Às vezes, passamos na rua e não percebemos ou naturalizamos, mas eles não — comenta a jornalista.

Uma das formas de controle da população de animais é a castração, que também previne doenças. Muitos lugares oferecem esse serviço gratuitamente, ajudando não só os donos, mas principalmente os bichinhos. E uma das metas da série é informar o público sobre esse e outros assuntos.

— Acho que hoje estamos muito ligados a isso: aos direitos, aos maus tratos. A série vai ajudar a levar informação em vários pontos. Por exemplo: pessoas que deixam o bichinho acorrentado por um logo tempo, sem alimentação, acham que estão cuidando, mas não tem noção de como estão maltratando. Vamos tentar ajudar na conscientização.

As visitas às ONGs, que acontecem desde junho do ano passado, trouxeram uma dose de esperança para Giuliana:

— Ver o trabalho das Samus, o resgate e a evolução, o tratamento e o destino deles para um lar, foi lindo. Precisamos nos importar mais com isso e acho que já está acontecendo. Hoje, temos delegacias para registrar boletins de ocorrência de maus tratos, as leis estão mudando e as pessoas, denunciando. Quando ajudamos um animal, ajudamos gente também.


/* ]]> */