Mônica Martelli revela que suas experiências amorosas são as inspirações de sua personagem mais famosa no teatro Mônica Martelli revela que suas experiências amorosas são as inspirações de sua personagem mais famosa no teatro | ANTENA CRÍTICA
Mônica Martelli revela que suas experiências amorosas são as inspirações de sua personagem mais famosa no teatro | ANTENA CRÍTICA
TELEVISÃO

Mônica Martelli revela que suas experiências amorosas são as inspirações de sua personagem mais famosa no teatro

Por Redação | 27/08/2018 | 22:21
Foto: Reprodução | Internet Mônica Martelli revela que suas experiências amorosas são as inspirações de sua personagem mais famosa no teatro

Para a atriz Mônica Martelli não tem melhor consultório sentimental do que os palcos. Tanto que, após anos se dedicando ao espetáculo “Os Homens São de Marte e É pra Lá que Eu Vou”, a artista está em cartaz com a montagem “Minha Vida em Marte”. E se você está se perguntando qual seria a relação entre os casos de Fernanda, protagonista em ambas as produções, e os de Mônica, a própria intérprete explica no Programa do Porchat desta segunda-feira, 27/08, que muitas histórias da ficção foram inspiradas em experiências que a atriz teve em sua busca por um grande amor. “Tudo o que eu faço, eu ponho da minha vida. Inclusive, eu estou correndo o risco de não ter mais ninguém, né?”, diz, às gargalhadas, em conversa com Fábio Porchat.

Solteira aos 50 anos, Mônica garante que está plenamente feliz e em uma das melhores fases de sua vida. “Eu estou me sentindo poderosa. Eu nunca me senti tão poderosa assim”, afirma, com convicção, a famosa, que, além de atuar, comanda um programa de debates e opiniões na TV a cabo ao lado de outras celebridades. Ela também se diverte na brincadeira do talk show Batata Quente, cujo o tema da noite é relacionamento.

A atração recebe ainda as cantoras da banda Barra da Saia. Com quase 20 anos de carreira, Adriana Sanchez, Carol Duarte, Denise Soares e Eliza Marin falam sobre o início da trajetória delas no sertanejo e como venceram as barreiras do preconceito no gênero musical no passado, quando o ritmo era dominado pelos homens. E vai ter muita música, é claro!

Comentários


RUMORES
Acabou? Simone e Simaria demitem 15 funcionários
HORÓSCOPO DE HOJE
Horóscopo de hoje: confira a previsão de terça 18/12 para seu signo
ESTILO
Reserva e New Balance lançam coleção inspirada nos horários clássicos que os cariocas fazem esporte
SE ATUALIZE
Confira as novidades da semana da Netflix
OPINIÃO
Passagem de ônibus pode chegar à R$ 4,15 em Maceió