PUBLICIDADE
Home » Destaque 2 » Rachel Sheherazade surpreende e se posiciona contra Bolsonaro
ADERIU

Rachel Sheherazade surpreende e se posiciona contra Bolsonaro

Rachel Sheherazade ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter nesta terça-feira (18/9). O motivo? A jornalista publicou uma mensagem criticando a fala do general Hamilton Mourão, vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República, de que famílias sem pai e avô em áreas pobres são “fábrica de elementos desajustados”. A âncora do telejornal SBT Brasil destacou o papel das mulheres em sua vida e fez uso da hashtag #elenão para se opor ao presidenciável.

A jornalista se posicionou sobre a fala de Mourão ao dizer que é mulher, cuida de dois filhos sozinha e foi criada pela mãe e avó, sendo, portanto, heroína, e não criminosa. Veja abaixo o tuíte que gerou mais de 10 mil interações, foi curtido por mais de 9 mil pessoas e rendeu mais de 4 mil comentários:

Em uma das respostas a seguidores, a jornalista disse: “pare de se iludir e tentar encobrir todas as atrocidades do seu candidato [Bolsonaro]. Faça um exame de consciência e veja se é esse cima de ódio que você deseja para o nosso país. Abraços”.

O general Hamilton Mourão (PRTB) deu a declaração na segunda-feira (17) enquanto discursava a empresários e representantes da construção civil, em evento promovido pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) com outras 21 entidades, que se reuniram num grupo chamado Reformar Para Mudar.

Veja algumas reações após a publicação de Sheherazade no Twitter:

https://twitter.com/lahernandes1/status/1042026813684367361

 

Em janeiro deste ano, Sheherazade, que é vista por muitos admiradores de Jair Bolsonaro como apoiadora do candidato do PSL, frustrou seguidores ao compartilhar nas redes sociais uma reportagem sobre a rápida evolução patrimonial do político.

Em entrevista exclusiva à coluna da Mônica Bergamo, Rachel falou abertamente sobre seu posicionamento político: afirmou que nunca teve empatia política pelo militar da reserva e o comparou ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

/* ]]> */