Redes sociais prejudicam saúde mental, diz pesquisa

YouTube é o único que se salva

Por Junior Calheiros, com Uol
19/05/2017 | 18:09

Se você costuma passar horas e horas nas redes sociais, fique atento a essa pesquisa promovida pela Royal Society for Public Health e a Young Health Movement: quatro das cinco mais populares redes sociais usadas no Brasil foram consideradas prejudiciais para a saúde mental de crianças e adolescentes.

De acordo com a pesquisa, o Instagram é o principal causador de impacto negativo, seguido de Snapchat, Facebook Twitter. 

Leia também: Instagram lança filtros para concorrer com Snapchat; Saiba como usar

De acordo com a pesquisa, as quatro plataformas prejudiciais podem exacerbar as preocupações das crianças e dos jovens com a imagem corporal, pioram o bullying e causam problemas de sono, sentimentos de ansiedade, depressão e solidão.

Fonte: Uol

PUBLICIDADE

Comentários