Reajuste na tarifa do transporte intermunicipal fica para 2021 | ANTENA CRÍTICA
ALAGOAS
>

Reajuste na tarifa do transporte intermunicipal fica para 2021

Por Addison Couto e Patrícia Mendonça | 26/06/2020 | 09:21
Foto: Muller Peixoto/Reprodução Reajuste na tarifa do transporte intermunicipal fica para 2021
Tarifa de ônibus interestadual não sofrerá reajuste em 2020

O conselho executivo da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal), formado pelo diretor-presidente, Ronaldo Medeiros, e as diretoras Camilla Ferraz, Eulalia Moraes e Patrícia Medeiros, aprovou por unanimidade de votos, em reunião ordinária do Colegiado realizada por videoconferência nesta quinta-feira, 25, uma série de medidas que irão beneficiar os mais de 1.300 empresários do Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros do Estado nas categorias complementar e convencional.

Com a aprovação da minuta de resolução, que deve ser publicada na edição do Diário Oficial desta sexta-feira, 26, a Arsal suspendeu o reajuste na tarifa do transporte rodoviário que por lei deveria ser realizado ainda este ano, mas com o cenário atual a revisão foi prorrogada para 2021; Outra medida foi a suspensão dos prazos recursais para apresentação de defesa prévia, recursos e pedidos de reconsideração aos autos de infração vencidos a partir de 23 de março deste ano, e outros que vencerão partir da data de publicação desta Resolução, até o dia 31 de julho de 2020; prorroga também a vida útil dos veículos que compõe o Sistema de Transporte complementar pelo prazo de 180 dias, contados a partir da data de publicação do documento.

Além da prorrogação por 3 meses, da obrigatoriedade para a troca da faixa antiga pelo novo layout do transporte intermunicipal. A renovação dos contratos de permissão concedidos nas licitações Angesp n° 009/2009 e Arsal n° 001/2013, também foi prorrogada para até o dia 30 de dezembro deste ano, e, por fim, suspende pelo período em que perdurar as medidas de restrições no Estado o prazo de validade das autorizações provisórias concedidas para operação do serviço complementar de transporte.

Para o diretor-presidente da Nova Arsal, a ação faz parte do pacote de medidas de enfrentamento ao novo coronavírus que vinham sendo analisadas pelo governo e Arsal. “A decisão foi tomada pensando principalmente nas famílias e na economia que vivemos. Após algumas reuniões com o governador, — que sempre se mostrou preocupado com a classe —, e a categoria por meio do sindicato dos transportadores complementares (Sintracomp/AL), aprovamos, hoje, mais estes benefícios.

Mais ações

Desde o 1º decreto que proíbe o transporte de passageiros a nível intermunicipal — 19 de maio — , a Arsal tem se reunido com lideranças da categoria e ouvido às reivindicações. De início, foram doadas pelo Governo de Alagoas à pedido da Agência, cerca de 5 mil cestas básicas, em dois meses, para às famílias desses trabalhadores. 

Outro pedido da classe é a linha de crédito que a Arsal conseguiu, por meio da Desenvolve Alagoas, com juros baixíssimos para os permissionários do transporte complementar. O valor disponível é de R$ 5 a 10 mil, para empréstimos individuais e em grupo, e a carência é de seis meses; a partir de 1º de julho o financiamento já estará disponível.

Comentários


QUER SER MAMÃE
Simone revela planos para engravidar de novo
NA GLOBO
“Domingão do Faustão” volta para o estúdio, mas sem plateia
CONVITE FEITO
Ex-BBB Gizelly é convidada para apresentar nova live
VAI SER PAPAI
DJ Alok e sua esposa aguardam segundo filho: “Resultado da nossa quarentena”
MÚSICA
Elton John disponibiliza show histórico na Austrália de 1986